##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Cívil Prisyla CASADO-DEL CASTILLO Michele MARQUES-DE SOUZA Daniele FERREIRA-CAMPOS Karla Katriny DO AMARAL-SERIQUE Jansen Alfredo SAMPAIO-ZUANON

Resumen

O objetivo do presente estudo foi avaliar a abundancia e riqueza da ictiofauna associada à macrófitas aquáticas de um corpo de agua lêntico (lago Catalão) e outro lótico (Ilha da Marchantaria), na época de vazante do rio Solimões. Os bancos de macrófitas apresentaram composição mista com uma área média de 13.36 m2. O total de peixes coletados em ambos os ambientes foi de 1.786 exemplares, distribuídos em 08 ordens, 23 famílias e 84 espécies. A ordem Characiformes foi a mais representativa tanto em riqueza de espécies quanto em abundância em ambos os ambientes. No lago Catalão foram coletados 1.087 exemplares distribuídos em 39 espécies, sendo as mais abundantes Mesonauta festivus (43.15%), Hyphessobrycon melanochrous (23.18%), e Serrasalmus maculatus (10%). Para a Ilha da Marchantaria foram amostrados 699 indivíduos distribuídos em 67 espécies, das quais as mais abundantes foram Prionobrama filigera (24.03%), Schizodon fasciatus (8.58%) e Aphyocharax alburnos (7.15%). O nível de similaridade foi maior entre os bancos das macrofitas de um mesmo ambiente (20% a 70%) que entre os ambientes (10%). Segundo o teste t, não houve diferença significativa em relação à abundância entre os ambientes, porém, quanto à riqueza, o ambiente lótico apresentou o maior número de espécies. Os resultados indicam que existe uma grande diversidade de peixes nos bancos de macrófitas no ambiente aquático lêntico e lótico, com maior numero de espécies em ambientes lóticos e maior numero de exemplares no ambiente lêntico.


##plugins.themes.bootstrap3.article.details##