##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Sandra C. TAPIA-CORAL Flávio LUIZÃO Beto PASHANASI-AMASIFUEN Dennis DEL CASTILLO-TORRES

Resumen

Avaliou-se a comunidade dos macro-invertebrados do solo e as propriedades químicas do solo em plantios florestais de Cedrelinga catenaeformis e Simarouba amara comparando-as com uma floresta primária e uma floresta secundária em Jenaro Herrera, na Amazônia peruana. Os macro-invertebrados foram coletados pelo método recomendado pelo Programa de Biologia e Fertilidade de Solos Tropicais (TSBF) e o solo com um trado metálico durante o período de maiores precipitações em 2001. Os valores da densidade (expressados em indivíduos/m-2) dos macro-invertebrados foram maiores nos plantios florestais de Simarouba amara (3702 ind.m-2) e de Cedrelinga catenaeformis (2176 ind.m-2) do que na floresta primaria e floresta secundaria respectivamente. Assim, destaca-se que os plantios florestais mesmo em forma de monocultivo, no qual a ciclagem de nutrientes ficou restrito aos compostos da própria espécie, apresentaram um efeito favorável na composição dos macro-invertebrados e nas propriedades químicas do solo, mostrando um efeito positivo na recuperação do solo

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##